fbpx
soluções de IoT

Por Marcus Vinicius Rocha

Segundo uma pesquisa apresentada pela Microsoft sobre a adoção da internet das coisas (IoT) em 2020, mais empresas estão integrando tecnologias emergentes às suas soluções de IoT e também em suas estratégias organizacionais. A pesquisa trata como emergente a computação de borda, gêmeos digitais e a inteligência artificial (IA). Aqueles que estão integrando as tecnologias estão experimentando mais benefícios da IoT em geral, o que tem levado a mais investimentos na área.

O relatório mostra que mais empresas acreditam no potencial decisivo da IoT. Se em 2019, quando foi realizado o primeiro estudo, 88% dos entrevistados afirmavam que a tecnologia é crítica para o sucesso de seu negócio, hoje esse número sobe para 90%. E entre aqueles que fizeram a adoção 94% afirmam estar felizes com o seu desempenho. A maioria das empresas que adotam IoT também estão desenvolvendo ou implementando uma estratégia com IA. Aliás, para este grupo, a tecnologia é um componente central ou secundário para sua estratégia de IoT.

Quase metade daqueles que fazem a integração entre essas tecnologias tem como objetivo a manutenção prescritiva, mas também há razões como o reconhecimento e processamento de linguagem natural, manutenção preditiva e visão computacional. Este tipo de solução tem sido muito utilizado pelos setores de manufatura e varejo seguidos por empresas de energia e saúde. No entanto, os desafios para utilizar a IA dentro da estratégia de IoT incluem a escalabilidade e a falta de profissionais habilitados para liderar a solução.

A preocupação com questões de sustentabilidade e gerenciamento de espaços são os principais fatores para aqueles que estão adotando a computação de borda a sua estratégia de IoT. As empresas estão integrando as tecnologias a fim de desenvolver soluções para diminuir sua emissão de carbono e para otimização de utilização de espaços como salas de reunião e estacionamentos. Embora pouco comum, a computação de borda tem sido utilizada em aplicações de produtividade e eficiência, incluindo gerenciamento da cadeia de suprimentos, produtividade dos funcionários e otimização das operações.

Empresas de energia lideram o uso da computação de borda, já o setor de saúde é o que menos faz uso da tecnologia dentro de sua solução de IoT. Mais de 70% dos entrevistados utilizam a tecnologia, no entanto, as barreiras para a sua adoção são substancias e envolvem a falta de clareza para conectar as tecnologias de borda e na escolha do hardware, assim como, falta de profissionais qualificados e dificuldade para o gerenciamento de segurança.

O estudo também mostra que os gêmeos digitais estão sendo utilizados em todos os setores devido sua capacidade de otimizar os processos da indústria. Algumas etapas do setor de manufatura que levariam dias para ser executadas, podem ser concluídas em apenas algumas horas com o emprego da tecnologia. O varejo lidera o uso dentro da solução de IoT seguido pelo setor de manufatura e saúde. Entre os entrevistados familiarizados com os gêmeos digitais, 3 em cada 4 estão desenvolvendo ou implementando uma estratégia com a tecnologia. Muitos destes projetos ainda estão nos estágios iniciais, com 28% no estágio de aprendizagem e cerca de metade no PoC. Apenas 11% alcançaram a fase de pleno uso.

Para o desenvolvimento do relatório foram entrevistados mais de 3 mil líderes nos EUA, no Reino Unido, na Alemanha, na França, na China e Japão, entre os meses de abril e junho de 2020. Os países pesquisados possuem cerca de 25% dos projetos em fase de uso.  O Relatório Sinais de IoT está em sua segunda edição, e foi realizada pela Microsoft em parceria com o grupo Hypothesis, uma agência de inovação, design e estratégia.

A Konitech é uma empresa de consultoria, provedora e integradora de soluções de digitalização da manufatura, Inteligência Artificial e IOT Industrial, com mais de 15 anos de história em implementar novas tecnologias para diversos segmentos industriais, com clientes no Brasil e no Exterior. Fale conosco para saber como a IoT e sua integração com tecnologias emergentes pode melhorar a sua produtividade e diminuir custos!

E-BOOK

Este guia é nossa tentativa de convencê-lo de que a primeira palavra na expressão “Cultura Digital” é a mais importante das duas. Adiante, iremos definir e descrever a cultura digital na manufatura; delinear conceitos tecnológicos importantes; e fornecer estratégias concretas para alinhar a visão com a prática. No final, você terá uma base para promover uma forte cultura digital em sua organização e colher os benefícios trazidos por ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *