fbpx
Dados

Por Jacob Dupuis and Jen Dyment

Com o crescimento das plataformas nativas de IIoT (Internet das Coisas Industrial), que não exigem necessidade de programação para criação de aplicativos de manufatura, e da transformação digital, vem uma promessa de levantamento e coleta de dados com  visibilidade em tempo real para melhorias acionáveis. Mas, pode um sistema MES fazer isso?

Como adicionar contexto a seus dados os tornará mais valiosos, e por que os sistemas MES limitam o potencial em suas informações? Plataformas de aplicativos sem necessidade de programação com IIoT e análises nativas podem trazer seus dados para a vida e conceder a flexibilidade, de forma que os sistemas MES tradicionais não conseguiram alcançar.

A maneira do MES

Alguns consideram os Sistemas de Execução de Manufatura (Manufcturing Execution Systems, ou MES) testados e comprovados. Eles foram desenvolvidos nas últimas décadas para satisfazer as necessidades das operações e têm sido a principal forma das organizações rastrearem a produção, capturar e registrar dados e começar a entender como suas operações funcionam.

Os registros são vitais para o MES. O armazenamento de informações em estruturas de dados complexas de todos os cantos de uma operação é muito útil para a melhoria contínua e crítico para os setores regulamentados. Os sistemas MES foram construídos tendo isso em mente. Você pode recorrer a essas informações posteriormente para obter rastreabilidade do material e genealogia.

Alguns dos problemas com dados armazenados em um MES são fundamentais para a forma como esses sistemas existem hoje: os MES são monolíticos e requerem amplo suporte e experiência para serem implementados. O suporte de TI é uma necessidade, e as atualizações de rotina geralmente exigem a mesma experiência prática dos fornecedores, o que vem com um longo tempo para valorização e um alto custo total de propriedade. Isso leva a problemas como:

  • Silos de dados
  • Métodos de coleta “conforme desenvolvido" (As-Built)
  • Análise de dados atrasada
  • Dados sem contexto

Silos de dados

Dependendo de como eles são implementados, os sistemas MES podem construir ainda mais "silos de dados". A infraestrutura desatualizada leva a sistemas que nem sempre podem se comunicar entre si e os dados acabam sendo armazenados por departamentos ou funções. Para obter informações para ter uma visão holística em todo o chão de fábrica, uma equipe pode ter que reunir informações em vários sistemas, computadores, bancos de dados e registros. Bancos de dados inacessíveis que requerem suporte de TI colocam seus dados em uma forma de armazenamento frio, dificultando o acesso rápido.

Rígida coleta da dados

A rigidez nos sistemas MES muitas vezes limita os meios de coleta de dados. Os dados devem ser inseridos corretamente em seu sistema, conforme o MES for configurado. Se o seu processo for diferente do sistema MES, então pode ser muito caro fazer o fornecedor trocar ou ajustar o software. Mudar a cor de um botão pode ser um processo que leva meses de suporte de TI e requer recursos enormes. Isso torna difícil permanecer ágil e melhorar continuamente. Essencialmente, o MES bloqueia seus processos e exige uniformidade em suas informações.

Análise de dados atrasada

Quando chegar a hora de analisar dados, as falhas de um MES vêm à tona. Você pode selecionar recursos analíticos integrados ao sistema e, qualquer coisa além disso, exigirá que você exporte seus dados. Manipular milhares e milhares de registros no Microsoft Excel para criar gráficos e tabelas pode ser entediante e pode exigir que os cientistas de dados sejam solicitados para realizarem percepções significativas.

Além disso, sem análises em tempo real, após o trabalho necessário para exportar dados e criar painéis, os dados já estarão fora de sincronia com o que está acontecendo atualmente em sua operação. Manter os painéis atualizados não agrega valor para suas equipes. A cada mudança em seus processos, a nova coleta de dados por meio desse processo desatualizado aumentará o tempo que leva para realmente resolver um problema e implementar uma mudança.

Dados sem contexto

O contexto junto com os dados é importante. Rastrear o tempo de inatividade das máquinas é um bom primeiro passo para melhorar suas operações, mas o valor vem de ser capaz de detectar a causa do tempo de inatividade e quais fatores estão influenciando isso. Os sistemas MES nem sempre podem fornecer esses dados, porque simplesmente não têm os meios para captura-los. Os sistemas legados são projetados para registrar e armazenar registros, como mudanças de estado das máquinas, mas eles geralmente não têm uma maneira de armazenar as experiências e entradas dos operadores por meio de notas e imagens. Para melhorar, a contextualização é crucial. As organizações precisam de dados para transformar as informações em itens tangíveis e acionáveis.

Oliver Néron passou 25 anos observando essas questões na indústria  farmacêutica e de biociências: “[Em MES], se os dados não puderem ser extraídos ou contextualizados, até mesmo terabytes de dados podem se tornar inúteis. No passado, o "21 CFR Parte 11" pode ter levado a sistemas fechados, onde os dados eram normalmente bloqueados, mas os novos sistemas abertos oferecidos podem amplificar o valor dos dados com análises e IA”.

Como um sistema pode superar esses desafios e ao mesmo tempo ser flexível e fornecer o contexto de que sua organização precisa? Por meio da integração de aplicativos sem necessidade de programação que oferecem suporte a IIoT.

Vantagens da plataforma de aplicativos sem necessidade de programação (no-code)

A plataforma da Tulip, representada no Brasil com exclusividade pela Konitech, foi projetada para superar alguns dos desafios que surgem com o manuseio de dados em um sistema MES monolítico. Ser capaz de adicionar contexto aos dados nas operações e acessar análises em tempo real na nuvem facilitam a utilização e o aproveitamento de seus dados em seu potencial máximo.

Obs: Os aplicativos da Tulip e respectivos dashboards podem ser configurados na lingua portuguesa

Todos os seus dados, quando você precisar deles

A natureza baseada em nuvem das plataformas de aplicativos sem necessidade de programação oferece uma vantagem incrível quando se tratar de armazenar, acessar e manipular dados. A Tulip torna mais fácil extrair dados de fontes fora de aplicativos como:

  • Sistemas ERP como SAP e Netsuite, bancos de dados SQL e APIs HTTP
  • Máquinas em rede e legadas
  • Dispositivos e sensores IIoT
  • Detecção de visão computacional
  • Entradas de dados por seres humanos

É fácil adicionar uma nova fonte de dados aos seus aplicativos, e os conectores da Biblioteca de aplicativos da Tulip facilitam a instalação e execução em questão de minutos. As máquinas também podem ser conectadas e atualizadas rapidamente, sem a necessidade de um código personalizado extenso.

Ser capaz de visualizar e criar análises e painéis torna mais fácil ver o status em tempo real de sua operação e observar as melhorias de perto.

A centralização de dados em aplicativos e tabelas em uma estrutura compartilhada permite que você chame informações importantes para cima ou para baixo e veja rapidamente padrões e tendências. A vantagem da criação de aplicativos sem a necessidade de programação brilha por meio de análises integradas, eliminando a necessidade de software de business intelligence (BI) complicado e adicional.

Coleta flexível de dados com a IIoT

Os operadores na linha de frente trabalham em estreita colaboração com as máquinas todos os dias e frequentemente obtêm conhecimento valioso em primeira mão. A integração da IIoT em uma plataforma de aplicativos sem necessidade de programação permite que você registre informações das ações dos operadores para entender melhor o que está acontecendo em suas operações. Ferramentas e sensores inteligentes podem fornecer contexto para o tempo de inatividade das máquinas e ineficiência nas operações.

Acrescentando contexto aos seres humanos

Os seres humanos são o centro de sua operação. Embora os MES sejam projetados para sistemas e máquinas, as soluções baseadas em plataformas sem necessidade de programação também podem ser projetadas para os seres humanos. A Tulip permite que você crie instruções visuais de trabalho para os operadores seguirem e incorpore a coleta de dados padronizada por meio de alertas, como motivos de tempo de inatividade e status das máquinas. Use esses dados humanos para aumentar os dados coletados por meio de máquinas.

Simplifique a coleta de dados de qualidade em linha, deixando espaço para verificações de qualidade do fluxo de trabalho existente dos operadores. Com aplicativos de fluxo de trabalho guiados, é fácil para os operadores adicionar notas e imagens, o que poderá ajudar um engenheiro a identificar rapidamente a causa raiz de um gargalo.

O contexto pode ajudar os engenheiros a identificar padrões, tendências e correlações. Em vez de rastrear métricas focadas nas máquinas, torna-se fácil monitorar todo o seu processo, criando uma instalação verdadeiramente conectada.

Conclusão

Embora os sistemas MES sejam extremamente valiosos para o sucesso de uma operação, as plataformas de aplicativos sem necessidade de programação fornecem mais valor por meio da contextualização de dados. Ser capaz de desbloquear o verdadeiro potencial de seus dados acelera as inovações em seus processos e permite que você desbloqueie casos de uso complementares em todas as partes do chão de fábrica de maneiras que são impossíveis de escalonar com um MES.

Você quer começar a adicionar contexto aos seus dados? Agende aqui uma demonstração da Tulip para saber mais.

Fonte: Tulip

E-BOOK

Este guia fornece uma visão geral abrangente da manufatura digital para a indústria farmacêutica. Ao longo deste e-book, revisaremos casos de uso, tecnologias e estratégias para aplicar a tecnologia digital em suas operações. Este é o seu roteiro para desenvolver recursos digitais em setores altamente regulamentados.

Deixe uma resposta

× Como posso te ajudar?