fbpx
fábrica conectada

Por Claude Hemmerich

Uma fábrica conectada é um ambiente integrado de manufatura que usa tecnologia digital para permitir o compartilhamento contínuo de informações entre pessoas, máquinas e sensores.

Existem dois objetivos principais para permitir a conectividade em uma planta ou fábrica. O primeiro é alcançar um estado ideal de produtividade sustentada, autocorreção e qualidade. Isso leva a maior lucratividade.

O segundo talvez seja menos óbvio.

O outro objetivo da conectividade é capacitar as pessoas nas fábricas. A combinação de controle, visibilidade e flexibilidade oferecida pelas novas soluções digitais possibilita que esses funcionários identifiquem e façam melhorias mais assertivas e impactantes no processo industrial.

Paralelos com a vida diária

No nível humano, existem alguns paralelos em nossas vidas cotidianas. Provavelmente, você conhece, possui ou até mesmo está usando um dispositivo conectado como um Fitbit ou um Apple Watch.

Esse rastreador "inteligente" de condicionamento físico oferece maior visibilidade e controle sobre seu estilo de vida pessoal, fornecendo dados em tempo real sobre as suas atividades e a sua saúde. Possivelmente, esse nível mais profundo de métricas de desempenho estimulou você a fazer alterações em seus hábitos diários (recentemente você optou por subir escadas ao invés de subir por um elevador ou uma escada rolante?).

A adoção de práticas digitais conectadas e de novas tecnologias faz parte da aplicação da mesma mentalidade à manufatura.

As fábricas agora incluem rotineiramente sensores, monitoramento de máquinas e outras ferramentas e plataformas digitais. Ao trazer o mesmo nível de curiosidade e de conhecimento digital para nossa vida profissional, como fazemos para nossa vida privada, as indústrias podem abrir novos níveis de eficiência e de transparência em suas operações.

Tecnologias constituintes e inovações de um ecossistema conectado

As fábricas conectadas são a realização plena das práticas da Indústria 4.0, IoT e Big Data − uma atualização holística da manufatura que inclui mudanças dos princípios de gerenciamento, mudanças físicas (automação, robótica) e de estruturas de análises de dados, que melhoram as práticas de negócios e inovação.

Essa não é uma receita ou um guia organizacional; toda fábrica conectada é e será diferente uma da outra e deverá se basear nos critérios de cada fábrica/negócio.

Está gostando desse post? Então, assine a nossa newsletter!

A manufatura inteligente ou conectada abrange tecnologias digitais como:

  • IoT
  • Análise de Big Data
  • Inteligência artificial
  • Robótica avançada
  • Impressão em 3D
  • Computação na nuvem

Uma "fábrica conectada" e inteligente é aquela em que quase todos os aspectos do seu ecossistema são altamente visíveis e estão disponíveis para análise. A utilização dos dados e dos processos e ferramentas digitais atualizados permite que toda a organização, desde a gerência até o operador do chão-de-fábrica, evolua para um novo nível de sofisticação, eficiência e lucratividade.

A conectividade transforma o trabalho de manufatura

A conexão de uma fábrica inteligente vai além da implantação de linhas de montagem automatizadas ou da execução de robôs colaborativos que trabalham ao lado das pessoas no chão-de-fábrica.

Fundamentalmente, o objetivo da conectividade de uma fábrica é melhorar a integração e capacitar os seres humanos proporcionando-lhes mais e melhores informações para executarem seu trabalho de formas mais eficiente e tomarem decisões baseadas em dados.

Nesta fase mais recente da revolução industrial, ou Indústria 4.0, os processos industriais são ligados e dimensionados de forma que máquinas, materiais e pessoas estejam totalmente em rede.

Por um lado, ela permite que os engenheiros compreendam suas operações sob uma perspectiva mais ampla. A autonomia das máquinas e a infraestrutura digital colaborativa permitem que as pessoas não precisem estar no chão-de-fábrica e possam monitorar remotamente as cadeias de produção e fornecimento.

Além disso, os engenheiros podem prever e resolver problemas específicos de suas linhas de produção, projetando e implantando aplicativos personalizados e adaptados às necessidades de cada empresa e processo industrial.

Tudo isso leva a uma maior eficiência e escalabilidade da manufatura.

Fonte: Tulip

E-BOOK

Augmented Worker

Potencializando as Pessoas na Indústria 4.0

Este guia apresentará o aprimoramento da manufatura – as novas tecnologias, seus casos de uso e seus princípios. Definiremos o que significa extensão no contexto da manufatura, explicaremos por que a manufatura precisa ser aprimorada agora e avaliaremos as diferentes tecnologias e aplicações que estão ampliando a atividade dos trabalhadores no chão de fábrica, no cenário atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *