fbpx
gêmeo digital

Por Claude Hemmerich

Um gêmeo digital é uma representação digital de uma função industrial ou de um espaço físico.

Essencialmente, são necessárias informações coletadas por sensores industriais (IoT) e software de monitoramento para criar uma visualização de um processo ou de um espaço.

Os gêmeos digitais surgiram como uma inovação da fábrica conectada e podem ajudar a otimizar o gerenciamento do ciclo de vida do seu produto.

O termo “gêmeo digital” foi introduzido pela primeira vez no início dos anos 2000, mas, na prática, a NASA o utiliza há meio século, quando trabalhava para monitorar e reparar missões espaciais da Terra. Esse conceito é essencial para a transformação digital em muitos setores, especialmente na manufatura. Nos últimos anos, os gêmeos digitais evoluíram de conceitos teóricos para formas econômicas de dar um salto adiante na Indústria 4.0 e no gerenciamento do ciclo de vida do produto (também conhecido como PLM, que deriva do inglês, Product Lifecycle Management).

Definição de um gêmeo digital

Os gêmeos digitais compreendem três coisas:

  1. Uma entidade física
  2. Uma réplica digital
  3. A conexão de dados entre essas duas entidades.

Este ciclo digitalizado está contribuindo para que ocorra uma grande mudança operacional na manufatura e em outros setores.

Ao visualizar totalmente um ambiente com dados reais e acionáveis, as empresas que implantam gêmeos digitais têm a oportunidade de analisar os problemas atuais dos negócios e explorar oportunidades futuras sem precisar atualizar nada em seu espaço físico atual.

Está gostando desse post? Então, assine a nossa newsletter!

Benefícios e casos de uso de cópias digitais

Os gêmeos digitais habilitam vários recursos da Indústria 4.0. Alguns dos mais benéficos para os fabricantes incluem:

  • Monitoramento em tempo real de processos críticos
  • Análise e modelagem preditiva
  • Redução de custo do ciclo de vida dos produtos
  • Otimizações para melhorar ineficiências em todo o chão de fábrica.

Por exemplo, a modelagem 3D (por exemplo, CAD − Computer-Aided Design) é frequentemente usada para projetar uma visualização de um espaço físico atual, para permitir uma visualização de futuras modificações.

Um gêmeo digital pode capturar um espaço/objeto ou processo físico, o que, por sua vez, facilita a compreensão ou modelagem do desempenho dos negócios.

Com insights dessas áreas orientados por dados da sua empresa, a implementação de novas mudanças poderá ser vista como o prêmio/ponto culminante da sua bem sucedida transformação digital. Isso permitirá a tomada de decisões proativas e não reativas e criará oportunidades acionáveis (Crescimento! Expansão! Viva!).

Os gêmeos digitais eliminam papel

Com maior visibilidade do funcionamento interno/produtividade do chão da fábrica, os fabricantes estão prontos para inovar e impulsionar inovações significativas em modelos de produção antigos/desatualizados, processos de qualidade e ciclo de vida dos produtos (adeus papel e lápis!).

Com gêmeos digitais, os gerentes de fábrica podem implementar várias medidas para aumentar a eficiência. Aumentar a produtividade otimizando fluxos de trabalho ineficientes, localizando e resolvendo a causa-raiz de vários problemas nos processos de suas plantas.

Os gêmeos digitais para os operadores do chão de fábrica

Através de uma maior visibilidade dos dados de desempenho em tempo real, os trabalhadores do chão de fábrica também se beneficiam dos gêmeos digitais.

A visualização aprimorada de dados reduz o risco e se traduz em melhorias da qualidade. Isso possibilita colaborações mais impactantes entre departamentos e funções de negócios, criando uma realidade compartilhada e orientada por dados do chão das fábricas.

Além disso, ela capacita os gerentes de fábrica a obter maiores eficiências, identificando rapidamente gargalos de produção, sinalizando e relatando problemas de qualidade e, finalmente, contribuindo para a obtenção de maiores margens.

O futuro dos gêmeos digitais

Quando implementados de maneira eficaz, os gêmeos de dados contribuem para melhorar a visibilidade e criar caminhos para a otimização das operações existentes − seja reduzindo erros críticos em uma linha de produção ou ajudando a impulsionar uma inovação mais rápida do produto, o que é especialmente benéfico para a indústria manufatureira.

À medida que os fabricantes coletam mais informações, será possível usar gêmeos digitais para modelar possíveis cenários de produção e selecionar o melhor curso de ação possível.

Sobre a autora: Claude Hemmerich é responsável por vendas digital e operações de marketing na Tulip.

Fonte: Tulip

E-BOOK

Augmented Worker

Potencializando as Pessoas na Indústria 4.0

Este guia apresentará o aprimoramento da manufatura – as novas tecnologias, seus casos de uso e seus princípios. Definiremos o que significa extensão no contexto da manufatura, explicaremos por que a manufatura precisa ser aprimorada agora e avaliaremos as diferentes tecnologias e aplicações que estão ampliando a atividade dos trabalhadores no chão de fábrica, no cenário atual.